Mungunzá (Canjica) Vegano

Mugunzá Canjica Vegano

Essa é a minha versão de mungunzá vegano, conhecido como canjica no sudeste.
Mungunzá é uma comida que foi muito presente na minha vida, eu sou nordestina e minha mãe tinha o costume de fazer para o jantar algumas vezes ao mês durante o ano todo. Pra mim além de uma comida de São João é uma comida do dia a dia também.
A diferença para o meu mungunzá e o que eu comia na infância é que eu uso algumas especiarias, aprendi a apreciar quando adulta e acho que melhora qualquer doce e qualquer comida. Se você quiser ou não tiver todas pode usar só o tradicional cravo e canela ou até fazer sem e polvilhar canela só na hora de servir.

Mugunzá (Canjica) Vegano

Mugunzá Canjica Vegano
Mugunzá Canjica Vegano

500 g de milho para mungunzá ou canjica demolhado por 12 horas
1 colher de sopa de canela
2 sementes de zimbro
4 dentes de cravo
12 bagas de cardamomo abertas
1 colher de chá de óleo
Água
1 xícara de açúcar
1/2 colher de chá de canela
1 litro de leite vegetal
1 colher de sopa de amido de milho dissolvido em 1/4 xícara de água

Escorra a água em que você deixou o milho de molho e coloque o milho na panela de pressão. Adicione a primeira colher de sopa de canela, o zimbro, o cravo e o cardamomo.
Cubra o milho com água deixando passar uns 2 a 3 dedos de água do nível do milho. Adicione o óleo.
Cozinhe o milho por 10 a 15 minutos depois de pegar a pressão, ou até que o milho esteja macio.
Abra a panela e junte o açúcar, o restante da canela e o leite vegetal. Deixe ferver.
Junte o amido de milho e deixe ferver até começar a encorpar.
Retire o mungunzá do fogo com o caldo ainda um pouco ralo, quando esfria o milho continua a absorver o caldo e pode ficar seco. Na hora de esquentar junte mais um pouco de leite vegetal ou água para que volte a ficar cremoso.

Cozinheirinha vegana. Apaixonada por animais, calopsitas, memes e coisas fofas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *