Babaganoush

6

A cozinha árabe na minha opinião é uma das cozinhas mais veg friendly que existe. Está na rua e com fome? Corra num restaurante árabe que com certeza encontrará alguma opção vegana.
Kibe, mujadara, makluba, esfiha, hommus, falafel, tabule e o meu queridinho babaganoush, pratos cheios de sabor e muito nutritivos, todos com versões 100% vegetais muito saborosas.

Conheci alguns desses pratos e me aprofundei na culinária árabe através da Sandra Guimarães, escritora do blog Papacapim, ela foi a minha inspiração quando decidi me tornar ovolacto e continua sendo minha inspiração no veganismo.
O babaganoush é uma pastinha de berinjela defumada, junto com tahine (pasta de gergelim), limão e alho cru. O meu babaganoush é uma adaptação da receita da Sandra, o melhor patê vegano que eu conheço.
Além de ser saboroso é muito simples, e se excluirmos o tahine o babaganoush se torna um patê bem barato, eu geralmente não uso a pasta de gergelim por não encontrar tão facilmente e mesmo assim o patê fica maravilhoso.

Babaganoush

1 berinjela grande
1 dente de alho
½ limão
3 colheres de sopa de tahine
sal e pimenta do reino a gosto

Coloque a berinjela inteira, já higienizada, sobre a chama do fogão.

A casca da berinjela vai começar a queimar, vá girando e queime toda a casca por igual.
Tenha muito cuidado para não se queimar, eu uso um pegador de massas para virar a berinjela e diminuo a chama do fogão quando preciso manipular.
Retire a berinjela do fogo e deixe esfriar um pouco, ela deve estar macia e com a casca totalmente queimada.

Com a ajuda de um garfo retire toda a casca queimada da berinjela e descarte.

Coloque a berinjela picada e todos os outros ingredientes no liquidificador ou processador e bata até formar uma pasta cremosa.

Eu adoro usar o babaganoush como recheio de sanduíches e tapiocas, mas o melhor jeito de comer na minha opinião é espalhar uma camada da pasta sobre pão caseiro e colocar picles ou conserva de pimentao assado por cima.

Guardo a pastinha em um pote fechado na geladeira e aqui dura em torno de 4 dias, eu como tudo antes e nunca testei deixar mais tempo.

print

Cozinheirinha vegana. Apaixonada por animais, calopsitas, memes e coisas fofas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *